Como um contador pode auxiliar sua empresa

Conduzir um empreendimento para que caminhe gradativamente em direção ao sucesso não é uma tarefa fácil, principalmente quando falamos sobre contabilidade. Logo, entender como um contador pode auxiliar sua empresa a garantir bons resultados é fundamental para o futuro do negócio.

Atualmente, enfrentar as exigências do mercado competitivo é uma ação complicada para muitas empresas. Seja pela ausência de um planejamento eficiente ou falta de conhecimento em determinadas áreas, o impacto da péssima gestão pode ser desastroso.

Por isso, contar com a ajuda de um contador na sua empresa é essencial para a administração financeira. Assim, você garante que o empreendimento estará nas mãos de um profissional adequado e com as ferramentas corretas para gerenciar todas as burocracias necessárias.

Neste artigo, vamos te ajudar a entender como um contador pode auxiliar sua empresa e sua importância para promover consistência nos resultados. Seu empreendimento só tem a ganhar, sem dúvida.

Importância do contador para a sua empresa

O crescimento de uma empresa depende de diversos fatores, sendo o financeiro um dos mais importantes. Logo, o papel do contador é garantir que o empreendimento tenha todo o embasamento estratégico necessário para conseguir prosperar no mercado.

Com o auxílio de um contador, a empresa proporciona um aprimoramento na Gestão Financeira e Contábil. Isso é fundamental para que os gestores saibam exatamente como conduzir o negócio. Um contador atua como uma espécie de guia que prepara o melhor caminho para o direcionamento eficiente da empresa.

O planejamento da contabilidade do seu negócio só será eficiente se existir um profissional extremamente capacitado por trás. Logo, os contadores são especialistas indispensáveis durante todo o processo de administração.

Manter a saúde financeira de uma empresa é imprescindível para assegurar vantagem competitiva, controle de orçamentos e a criação de oportunidades de investimento. Assim, é possível promover um cenário propício para superar eventuais crises e imprevistos com facilidade.

Como o contador pode ajudar seu negócio?

Desde as obrigações legais, como pagamentos de impostos, e normas legislativas, até a condução das atividades corporativas, o contador é fundamental para que essas exigências sejam cumpridas. A partir da experiência desses profissionais, há uma maior confiança na produção de dados e estratégias importantes para o futuro da empresa.

Uma das principais contribuições do contador para o negócio é auxiliar na tomada de decisões com maior eficiência. Ao produzir relatórios e levantamentos de orçamentos, o contador vai ajudar a sua empresa a ter um maior controle de vendas, gastos e desperdícios.

Esses registros são muito importantes para manter a organização financeira, assim como:

– Controle do fluxo de caixa;

– Balanços periódicos;

– Fiscalizações;

– Entre outros.

A integração de todo o departamento é essencial para evitar riscos e danos no futuro.

O contador também exerce um papel decisivo na identificação de oportunidades de negócio. Além de ficar de olho nas ameaças, o contador tem a capacidade de fornecer uma visão abrangente das oportunidades do mercado. Logo, é possível prever cenários, positivos ou não, e orientar o gestor em direção ao caminho mais vantajoso.

Enfim, o contador pode auxiliar sua empresa de várias maneiras, principalmente no que diz respeito a estrutura organizacional do setor financeiro. Antes mesmo de começar um empreendimento, contar com a ajuda do contador no planejamento é uma ação necessária para garantir o funcionamento estável do negócio.

Como conseguir autorização de emissão de notas fiscais

Ao iniciar uma nova empresa ou passar a oferecer um serviço como autônomo, é comum surgirem dúvidas ao se deparar com o processo de emissão de Notas Fiscais, que é obrigatório para a maioria das operações de compra e venda ou prestação de serviços. A contabilidade poderá auxiliar você nas principais dúvidas e em todo o processo de Emissão de Notas Fiscais.

Desde 2006, o modo de emitir Nota Fiscal no Brasil passou a ser modernizado, com a criação da NF-e (Nota Fiscal Eletrônica). Ainda não é obrigatório a aderência à NF-e por todas as empresas, mas logo será. Por isso, é importante que a sua empresa se adapte o quanto antes.

Tipos de Notas Fiscais

O processo para se cadastrar para emitir Notas Fiscais é diferente dependendo do tipo da Nota Fiscal. Existem três principais tipos:

1. Nota Fiscal de Produto:

Para bens e mercadorias, podendo ser de:

– Compra;

– Venda;

– Retorno;

– Devolução;

– Importação;

– Etc.

2. Nota Fiscal de Serviço:

Para prestação de serviços em geral.

3. Nota Fiscal do Consumidor:

Usada no varejo, é o cupom fiscal de venda direta sem identificação do comprador.

Como se cadastrar para emitir Notas Fiscais

Para emitir Nota Fiscal de Produto e Nota Fiscal do Consumidor é necessário estar cadastrado junto a Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ) do estado onde a sua empresa está localizada. Já para a Nota Fiscal de Serviços, o cadastro é feito junto a prefeitura do município.

Requisitos básicos para dar entrada no cadastro são:

– Possuir um certificado digital do padrão ICP-brasil. Esse certificado digital funciona como um documento totalmente digital, que permite assinar documentos eletronicamente, autenticar transações e emitir NF-e;

– Possuir um software emissor de NF-e. Existe o “Emissor de NF-e” gratuito, fornecido pelo Governo, mas há também outros softwares pagos que prometem facilitar o processo.

O cadastro é simples, mas o processo em si varia de um estado ou município para o outro. Em caso de dúvida, busque a ajuda de um contador, a contabilidade poderá instruir melhor em como fazer o cadastro

Como fazer a Emissão de Nota Fiscal sem empresa aberta

Em caso de prestação de serviços, é possível realizar a emissão de Nota Fiscal sem ter uma empresa e CNPJ. Para emitir Notas Fiscais de Produtos, o processo é mais complexo, e não é possível ser feito dessa forma.

Existem três opções para emitir Nota Fiscal de Serviço sem empresa aberta. São elas: RPA, Nota Fiscal Avulsa, ou como MEI.

O RPA é o Recibo de Pagamento Autônomo, um documento que pode ser comprado em qualquer papelaria e preenchido de forma a comprovar a transação entre um autônomo (Pessoa Física) e uma empresa (Pessoa Jurídica).

Já a Nota Fiscal Avulsa, é uma versão simplificada da Nota Fiscal, que não exige o cadastro de um CNPJ. A emissão deve ser feita de acordo com as instruções da prefeitura da sua localidade.

Também é possível emitir Nota Fiscal como MEI (Microempreendedor Individual). Trata-se de uma forma extremamente simplificada de abrir uma empresa, que pode ser feita pela internet, muito rapidamente. Ao cadastrar-se como MEI, você obtém um CNPJ que depois poderá ser usado para cadastrar-se no sistema de NF-e da sua cidade. Como MEI, também é possível emitir Notas Fiscais de Produto.

 

Ainda com dúvida sobre Emissão de Notas Fiscais? Entre em contato com a nossa contabilidade para mais informações, nossa equipe está preparada para atender empresas de diversos ramos.

 

Conheça as licenças necessárias para abrir uma empresa

Abrir uma empresa é um processo com diversas etapas e procedimentos. Desde a ideia inicial do empreendedor até a concretização do negócio são necessários muitos passos burocráticos. Para que os trâmites ocorram da maneira mais rápida e eficiente é essencial organização e planejamento.

Dentro desse processo de abrir um negócio, as licenças são uma parte importante e que exige planejamento. Na esfera municipal, estadual ou federal, são elas que irão garantir que o empreendimento funcione de maneira regular e dentro das leis. Isso evita multas e problemas ainda maiores no futuro.

Vamos conhecer as principais licenças que você irá precisar providenciar.

Registro na Junta Comercial Estadual

Esse órgão ligado ao Estado é o responsável por efetivar o registro de Contrato Social das empresas. Para que o CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) seja emitido, é necessário comparecer à Junta Comercial e requisitar.

Somente após esse requerimento do CNPJ que o NIRE (Número de Identificação de registro de Empresa) é gerado e, então, a empresa passa a existir oficialmente. O custo dessa operação varia entre R$ 50 e R$ 430.

Inscrição Estadual

Partindo, agora, para a esfera estadual, a Inscrição Estadual é a próxima fase após o alvará municipal resolvido. Ela é o registro da sua empresa junto à Secretaria da Fazenda do Estado ou à Receita Federal e o torna um contribuinte do ICMS (Imposto sobre Circulação de Produtos e Serviços).

Essa inscrição gratuita e online, não é necessária a todos os negócios, somente para aqueles que vendam ou realizam transporte e movimentação de mercadorias, que prestam serviços de comunicação e que são distribuidores de energia.

Órgãos de regulação do Estado e Município

Os órgãos de regulação podem exigir licenças específicas de acordo com a natureza de cada negócio a ser iniciado. As exigências levam em conta o risco inerente ao funcionamento da empresa, por exemplo, a legislação de onde ela estará sediada e o ramo de atuação.

Podemos citar o alvará do Corpo de Bombeiros, concedido pela corporação após uma vistoria. Também existe o alvará da Vigilância Sanitária, obrigatório para empresas médicas, alimentícias e afins. Um último exemplo é a licença ambiental, para negócios que envolvam risco de alteração do meio natural, como postos de combustíveis.

Organize-se e busque bons profissionais

Como são várias etapas e muita burocracia até que sua empresa esteja oficialmente operando, o ideal é buscar todas as informações e documentos antes de iniciar o processo. Isso irá garantir que nada falte e que tudo seja seguido fielmente.

Contar com uma boa equipe de contabilidade pode ser o diferencial para ter maior tranquilidade na hora de realizar o seu sonho de abrir uma empresa. Junto com um time cheio de expertise no assunto, o sucesso será apenas a próxima etapa dessa jornada.

A confiança na liderança

Confiar na liderança significa dizer que o grau de satisfação que os colaboradores de uma empresa esta relacionada à confiança depositada pelo seu líder. Podemos avaliar que esta satisfação esta atribuída ao poder formal que os líderes dispõem e que lhes permite atuar, por exemplo, sobre avaliações de performances dos colaboradores, orientações sobre responsabilidades no trabalho, treinamento, entre outros aspectos.

Um aspecto bastante importante é que líderes com características de carisma e de transformação são capazes de construir relacionamentos de confiança com seus seguidores, ainda que a percepção desse atributo pelos colaboradores em suas lideranças possa ser importante para efetividade dos líderes. Diante desta situação, podemos classificar a confiança na liderança em duas perspectivas:

Baseada no relacionamento – é aquela em que lideres e liderados trabalham em bases de confiança, boa vontade e percepção de obrigações mútuas em relacionamentos de alta qualidade caracterizados por atenção e consideração.

Baseada em caráter ou em características – é aquela que implica que os liderados realizam atividades sobre as características dos líderes, como integridade, confiabilidade, justiça e habilidade, as quais influenciam seu comportamento e outras atitudes no trabalho.

Percebemos através das duas perspectivas mencionadas que a confiança é considerada como uma crença ou percepção do seguidor, e não como uma propriedade da relação ou do líder por si.

No que diz respeito a atitudes e intenções, a confiança na liderança pode ser associada com resultados de altos níveis de comprometimento com a organização. O líder tem entre suas responsabilidades, varias obrigações que influenciam os graus de satisfação no trabalho, como avaliação de desempenho, treinamento, orientação e assistência em relação às atribuições.

A confiança pode afetar ainda duas outras variáveis importantes para efetividade da liderança: o comprometimento com as decisões ou as metas colocadas pelo líder e a crença na verdade das informações por ele prestadas.

As características relevantes para a percepção do líder digno de confiança é integridade, justiça, honestidade e competência. Diante desta situação identificamos as fontes da confiança do líder que estas são analisadas através de três categorias como:

Ações e práticas do líder – os liderados adquirem confiança analisando o comportamento e as práticas do líder, através das perspectivas baseadas no relacionamento e no caráter ou características.

Atributos do seguidor – os liderados demonstram grandes variações em termos de extensão em que acreditam nos outros, de maneira geral, ou seja, estão propensos a influenciar a forma de perceber o outro, assim como também a subseqüente relação que se estabelece.

Atributos de relacionamento – os liderados são influenciados pela confiança do líder por sua extensão no tempo, quando uma maior familiaridade e condição de previsibilidade podem contribuir para estabelecer um bom relacionamento.

Entretanto, percebemos que os liderados podem perceber algumas ações do líder como decorrentes de suas características pessoais e intenções e outras ações como reflexo do tipo de relacionamento que tem com o líder.

 

Fonte: https://administradores.com.br/

Existe um momento ideal para iniciar um novo negócio?

Um dos caminhos que atraem muitas pessoas é o empreendedorismo. A sensação de ter um negócio próprio, de colocar no mercado uma ideia, sem precisar se adaptar a estruturas prontas e podendo criar a cultura desejada, é buscada por muitos indivíduos que, dia após dia, abrem novas empresas.

Mas este processo não é simples e depende de muito estudo e preparação. E no meio de tudo isso, surgem várias perguntas. Por exemplo: existe o momento ideal para iniciar um novo negócio?

Para buscar as respostas para esta pergunta, lançaremos algumas ideias nas linhas abaixo, buscando auxiliar os futuros empreendedores a entenderem melhor como agir no momento de dar o passo inicial em sua empresa, potencializando as chances de sucesso e satisfação, pessoal e profissional.

Existe momento ideal para começar?

Primeiramente, é importante destacar que o momento ideal só aparecerá quando o empreendedor estiver pronto. É necessário muito estudo por parte do interessado em abrir o próprio negócio. Não é um movimento simples, exige uma série de conhecimentos, como:

– Finanças;

– Habilidades em relacionamentos interpessoais;

– Marketing;

– Etc.

Ou seja, para começo de conversa, o momento ideal será quando já houver um conhecimento adquirido e um planejamento pronto para ser executado. Lançar uma empresa de forma precipitada já é meio caminho para que o negócio não vá para a frente.

Outro fator relevante é saber a projeção do segmento no qual a empresa deseja se encaixar. Um exemplo: nos últimos anos, a área de alimentação saudável e produtos naturais cresceu bastante.

Ou seja, vive-se uma fase na qual as chances de um negócio do tipo prosperar são maiores do que na década passada.

Por outro lado, citando um exemplo oposto, o mercado de fitas VHS já não é tão aquecido como nas fases pré-DVD, Blu-Ray e streamings. Por isso, não há perspectiva nenhuma de ganhos em abrir uma empresa que traga soluções para isso.

São exemplos extremos, mas que ajudam a entender que o momento ideal também depende da receptividade e do aquecimento do mercado.

Sazonalidade também pode indicar o momento certo

Outro fator que pode ser importante para indicar o momento ideal é a sazonalidade de vendas de determinados segmentos.

Quem quer abrir um negócio de roupas, sabe que festas como o Natal são propícios para subir as margens de lucro. Por isso, a hora ideal de começar é alguns meses antes.

Isso porque, se começar já em dezembro, a marca não tem tempo de ser minimamente conhecida e, assim, perde-se espaço para outras já conhecidas.

Por outro lado, usando alguns meses para se estabilizar no mercado, é possível chegar ao Natal com a capacidade de subir muito as vendas e, assim, garantir um ótimo retorno. Isso vale, em outro exemplo, para uma empresa nova do ramo de chocolates, pensando na Páscoa.

São vários os detalhes importantes que ajudam a indicar a hora de abrir o negócio. Mas, acima de tudo, é preciso preparo e um plano claro de Marketing, investimento etc. Assim, é possível chegar ao sucesso como empreendedor e realizar o sonho de lucrar e fazer a vida com uma ideia própria.

Se precisa de uma assessoria para iniciar sua empresa e não ter dor de cabeça entre em contato conosco, será um prazer te atender!